terça-feira, 12 de maio de 2009

Cartas à Flores

Nossa, como eu queria começar dizendo que minha vida é perfeita, como ela é show... E como eu queria dizer que eu não gosto de nada nela...
Eu gosto da minha vida do jeito que ela é, e quero que ela continue assim,: divertida, cheia de gás, alegre, amorosa, inteligente, burra, estúpida, brincalhona e LOTADA³ de confusão. Mas, como tudo muda, não sei o que vai ser de mim.
Uau, se for pensar como eu mudei e por tudo que eu já passei durante esses meus 15 e poucos anos, eu acho que me daria mais valor. E eu estou dando-me esse devido valor.
Queria que tudo fosse que nem uma novela,ou um filme melodramático-romântico-aterrorizante. Mas, não é. Bom, terei de me acostumar com a idéia que eu não vou ter tudo que eu quero daqui em diante. Nossa, como eu era infantil e FÚTIL³.
Mas, eu acho que cresci. Achar não é ter certeza, então eu só acho x)
Para provar terei de passar por MUITAS³ coisasnessa vida que pode ou não ser longa (isso depende muito do meu destino).
Amar não significa crescer, acho que até o contrário! Quando a gente ama, a gente fica que nem criança, com ciúme de seu "brinquedo" e que não consegue viver sem seu "cobertor". É cômico, como diz minha mãe...
Eu amo minha mãe, meu padrasto, meu pai, meus 5 irmãos, e todos os meus familiares e amigos. Mas amo acima de tudo meu namorado Lawrence...

Pra mim, a vida é uma gangorra: tem horas que estamos no alto, no auge, e tem horas que estamos no chão, com o outro lado sobressaltado. A gangorra sobe, mas também desce, como a gravidade =)

2 comentários:

lawrence disse...

"""bom saber q acima de tudo vc me apoia nos momentos mais difíceis di toda a minha vida, e dizer q cada vez, cada dia , cada hr, cada segundo da minha vida eu amo vc mais e mais sem nunca retroceder"""

TI AMU ....


BY LAWRENCE.

Bárbara disse...

Eu tb te amo MUITOOOO